A Minha Caverna

Quem diria que eu iria gostar das aulas de filosofia. Quem diria! Quem diria tanta coisa ultimamente...
Eu nem sabia o que era filosofia para dizer a verdade. As "aulas" do ensino médio não serviam para nada, apenas para fofocar com as gurias, fazer algum tema pendente de outra matéria ou estudar para a prova do período seguinte. Para que prestar atenção, não é? Era tudo bobagem, mesmo. Não absorvi absolutamente nadica de nada.
Amém! Nada tão eficiente quanto o tempo junto com o caminho do autoconhecimento para tudo ficar mais claro. Mais interessante e mais divertido, também.
Já havia ouvido falar sobre o Mito da Caverna de Platão algumas vezes, mas nunca havia realmente parado para ler e analisar a tão famosa história do grego. Li os cinco primeiros livros do famoso A República, mas parei antes de chegar à narração dos prisioneiros cavernosos. Se soubesse que ela estava um pouco mais a frente, teria continuado mais algumas páginas, com certeza.
Eis que eu me deparo com uma matéria de Filosofia nesse semestre e o mito aparece de vez na minha vida. Então o leio uma, duas, três vezes. Definitivamente, entrou e perfurou minhas células. Eu gostei, fascinou-me.
Disse o professor: o que é a vida senão um "entrar e sair" de cavernas ininterruptos? Talvez ele esteja certo. Nem ele sabe se está certo. Ninguém sabe.

O certo é que jamais sairemos de uma caverna sem antes percebermos que se está em uma. Como é difícil se dar conta disso, como é difícil admitir que vivemos enclausurados. Bradamos a liberdade sem saber o que ela significa, o que ela é de verdade.
Eu avistei a luz. Mesmo que tímida, ela está me invadindo. A venda dos meus olhos está caindo. Voltar para a escuridão? Jamais. Só se for para tirar outras pessoas de lá.

Mil vezes, duas mil vezes, três mil vezes, infinitas vezes uma aula de filosofia a uma aula de plantas, cortes e fachadas.
Eu sou humana, não sou exata.

Comentários

  1. Como, acima de tudo, é delicioso pensar, não?
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aham!!! Como é bom sentir que estamos evoluindo, como é bom! :)
      Beijo,
      Pri

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas