A minha consciência



Pode ser que, por um segundo, nós nos esqueçamos, mas não somos máquinas. Somos humanos. Eu sou tão humana... Tenho preguiça de escovar os dentes antes de dormir. Tenho dor de barriga. Fico ansiosa com mensagens do WhatsApp. Tenho medo do escuro. Não lido bem com insetos. Choro com música, filme, legenda de foto no Instagram. Eu sou tão humana... Gosto de trocar olhares. Confio. Até demais, às vezes. Acredito em amor à primeira vista.  Em destino. Em signos. Em chakras. Em mim. Eu sou tão humana.

Estou consciente da minha humanidade. Ou melhorando. Aprimorando a cada dia. O que significa isso? Significa que passei a ficar atenta com aquilo que realmente importa para nós, esses seres dotados de um super cérebro, mas também de um baita coração. Significa que há um significado estar aqui. Qual é, então, o significado de eu estar aqui? Vamos falar de 2018. Eu quero que esse ano signifique muito. Eu quero que esses 365 dias tenham significado. Para mim. Os outros podem vê-lo como quiserem. E tudo bem.

Não há mais espaço para uma vida vazia. Na verdade, sempre há. Porque uma vida vazia não ocupa espaço. Nem almas. Mas sério mesmo que você quer viver uma vida vazia? Não preciso explicar o que (não) significa isso. Você sabe. Eu sei. Não é legal. A vida é pra ser vivida cheia, abarrotada, transbordante de significado. Logo, eu escolho acordar todos os dias consciente de que ganhei a chance de estar viva e, só por isso, desejo do fundo do coração aproveitar a minha estada aqui. Ser humana, afinal. 

Eu tenho esperança que viveremos dias melhores. Eu tenho esperança mesmo. Aliás, eu tenho certeza. Otimista, utópica, sonhadora? Tudo isso e mais. Eu acredito que bons tempos virão. O amor está cada dia pulsando mais forte. Você sente também? Não é baboseira. Ninguém aguenta mais tanta bad vibe. Não tem Trump, Putin ou Kim Jong-un que me faça duvidar disso. Eles são a minoria. A maioria somos nós, que praticamos o bem todos os dias. Vivamos, todos, uma nova era. A era da consciência.

*Toda sexta-feira, às 10h, tem crônica nova aqui no blog. Gostou? Deixe seu comentário! E volte sempre!

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas